InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Entrevista a Decrepidemic

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Metalunion
Admin
avatar

Mensagens : 721
Pontos : 3789
Data de inscrição : 19/04/2010
Idade : 28

MensagemAssunto: Entrevista a Decrepidemic   Seg Jul 18, 2011 4:58 pm

Decrepidemic

1- Antes de mais P.G conta-nos como tem sido o percurso de Decrepidemic depois de terem lançado o vosso álbum The Void Of The Un-Existense.
P.G- Bem, o nosso percurso depois da saída do álbum tem sido muito bom. Temos tido bastantes concertos em Portugal, Espanha, Itália e Ucrânia e a recepção por parte do público tem sido excelente. Quando este álbum foi feito, o nosso principal objectivo era, acima de tudo, juntar as nossas influências e fazer algo diferente no nosso país dentro do Brutal Death Metal. Pelo que se tem observado nos concertos, criticas e tudo o resto, penso que conseguimos fazer o que tínhamos em mente. De uma forma geral, posso dizer que as coisas estão a correr muito bem.

2- Como tem corrido a apresentação desse trabalho?
P.G- A apresentação deste novo álbum tem sido muito bem recebida pela maioria das pessoas que já tiveram a oportunidade de o ouvir. A nível de concertos, notamos que a adesão do público tem sido muito positiva, tanto em cartazes mais dentro do death metal, como também em cartazes mais variados em termos de estilos. De uma certa forma podemos dizer que as coisas estão a correr muito bem com a promoção do The Void of Un-existence.

3- Tens alguns temas preferidos no álbum?
P.G- Alguns… The void of Un-existence que é a faixa título do álbum, The Prophecy Begins, por ser provavelmente o tema que mais gente conhece, entre outros… É difícil conseguir escolher qual o tema que tem mais destaque.


4-Já tocaram por terras fora de Portugal, como por exemplo o recente concerto no Kiev Sonic Massacre II, como é tocar em palcos fora de Portugal? É sempre positivo tocar lá fora?
P.G- Sim, é muito positivo conseguir tocar em palcos fora de Portugal, é uma sensação muito boa para nós, precisamente por saber que a nossa música já começa a chegar a outros países. Lembro-me, por exemplo, quando fomos tocar a Itália ao Tattoo Death Fest em 2010, para nós foi uma surpresa chegar a um festival de Brutal Death Metal conviver com bandas e público, chegar a altura de actuar e ver aquele publico todo a delirar e a conhecer maior parte do repertório. Chegar ao fim do concerto e ver esse mesmo público junto da nossa banca de merchandise a comprar e dar opinião sobre o nosso trabalho, aliás, houve uma pessoa do público que ficou bastante marcada na minha memória, não era italiano, tinha vindo da Áustria e trazia consigo uma t-shirt de Decrepidemic da altura em que nós lançamos a nossa demo de estreia. É muito gratificante para nós, ver que estamos a conseguir ter projecção não só em Portugal, mas também noutros países.·

5- Quando tocam ao vivo o que tentam transmitir ao público? Há assim alguma mensagem em concreto que queiram espalhar?
P.G- Hmmm… esta pergunta é um bocado complicada de responder. Toda a gente sabe que existem vários tipos de temáticas dentro do Death Metal, temos bandas a explorar a mítica temática Gore, outras que tentam dar uma visão mais obscura sobre o ser humano, satanismo, vertentes politicas, entre outras… Dentro destes tipos de temáticas há algumas que são bem mais fáceis de transmitir ao vivo que outras. A nossa mensagem de caos, destruição, ódio é transmitida através da musicalidade. Eu pelo menos consigo sentir isso quando estou a tocar! (risos)

6-Já vi no facebook, myspace e por ai adiante que nas vossas tours há sempre muita animação, há algum caso insólito que nos queiras contar?

P.G- (risos) Tentamos aproveitar ao máximo as viagens, gostamos de conviver com o público, beber uns copos, e como resultado disto, a tal animação a que te referes… Bem, já passamos muitas coisas insólitas na estrada, lembro de uma que teve um especial destaque na minha mente, que foi ver um dos nossos elementos em boxers a subir ao palco completamente embriagado e de repente desaparece do palco, o que aconteceu foi muito simples, o palco partiu e ele caiu (risos), resultado disto, um tornozelo deslocado. (risos) mas a moca era tanta que na altura nem sentiu e deu o concerto sem problemas…

7-Quando saem fora de Portugal, costuma ir também a tua outra banda, os Holocausto Cannibal, achas que em Portugal as bandas entreajudassam-se de maneira a cada uma delas chegar ao patamar que pretende? Achas que há união entre as bandas?

P.G- Holocausto Canibal e Decrepidemic tocam muitas vezes juntos. Não diria que são estratégias nossas para chegarmos a algum patamar, normalmente são mais estratégias dos promotores que aproveitam o facto de termos membros em comum para ficar com duas bandas no cartaz. Mas não vejo mal nenhum nisso, somos todos amigos e gostamos de partilhar estas aventuras de estrada. Quanto à entreajuda e à união entre bandas nacionais, existem boas pessoas no underground nacional como também existem pessoas que tem bastante dor de cotovelo! Quando estão à tua frente dão os parabéns, mas por dentro vai um sentimento de inferioridade muito grande. Mas essas pessoas a mim não me dizem nada. Sei muito bem em quem posso confiar e a quem tenho que agradecer pelas coisas que fazemos uns pelos outros!!! Essas pessoas sabem quem são \m/

8-Há algum País ou local em que a banda sempre quis tocar mas que por alguma razão ainda não vos foi possível concretizar?
P.G- Acho que a resposta é óbvia, USA … tendo em conta que o nosso tipo de Brutal Death Metal é completamente escola Americana seria uma boa experiência para nós.

9- Lançaram em 2009 o vosso álbum The Void Of The Un-Existense, já háprevisões para o lançamento de um segundo álbum?
P.G- Sim, neste momento estamos a trabalhar arduamente no novo álbum, provavelmente entraremos em estúdio este ano, se tudo correr bem, por isso penso que em 2011/2012 Decrepidemic terá novo álbum!!!

10- Como anda a vossa agenda de concertos, têm alguns marcados para breve?
P.G- Temos bastantes convites para concertos, e ao longo deste início de ano já estivemos presentes em bastantes cartazes. Neste momento, continuamos a marcar concertos até ao final do ano.

11- Vêem-se muitas bandas por ai à procura de um contracto com alguma editora, no vosso caso como surgiu o contracto com a Sevared Records? Haviam outras editoras interessadas em vocês?

P.G- Sim, na altura que enviamos o álbum para várias editoras surgiram bastantes respostas positivas para assinarem o nosso trabalho. No meio de algumas negociações, a melhor proposta veio da Sevared Records. Estamos bastantes satisfeitos com o trabalho do Barret que investiu bastante na promoção do nosso álbum, como por exemplo, algumas publicações em revistas conceituadas, tais como aTerrorizer, Zero Tolerance, entre outras. A nível de distribuição estamos muito satisfeitos.

12- Formaste os Decrepidemic hà quase 10 anos atrás, como guitarrista e fundador da banda como vês estes anos que passaram? Ainda há muitas
metas por realizar?

P.G- Passaram muito rapidamente (risos), tivemos muitos problemas de formação ao longo destes anos, mas penso que este tipo de acontecimentos só serviu para fortalecer a banda, por isso, penso que não se pode chamar de problema. Ao longo deste tempo, aprendemos bastantes coisas, conhecemos muita gente, fomos ganhando terreno e aos poucos e poucos mais terreno para conquistar. Ainda temos muito caminho pela frente, quem me conhece sabe que invisto tudo o que posso e dedico todo o meu tempo à música, por isso não tenho dúvidas que os frutos surgirão na altura certa, como se tem verificado com o passar destes anos!


MySpace- http://www.myspace.com/decrepidemic
Facebook- http://www.facebook.com/pages/Decrepidemic/137592212945017

Entrevista feita por Cláudio Abreu
Um muito obrigado ao P.G por se ter disponibilizado a responder a esta entrevista cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://metalunion.forumt.biz
Venom

avatar

Mensagens : 378
Pontos : 2932
Data de inscrição : 13/09/2010
Idade : 29
Localização : Funchal

MensagemAssunto: Re: Entrevista a Decrepidemic   Seg Jul 18, 2011 9:52 pm

DECREPIDEMIC!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/altarofpainbrutaldeath / http://www.myspa
Antithesis

avatar

Mensagens : 200
Pontos : 2856
Data de inscrição : 30/05/2010
Localização : Caniço

MensagemAssunto: Re: Entrevista a Decrepidemic   Ter Jul 19, 2011 3:28 pm

Respect Metal Grande album esse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sadistic

avatar

Mensagens : 9
Pontos : 2394
Data de inscrição : 10/02/2011

MensagemAssunto: Re: Entrevista a Decrepidemic   Qui Set 22, 2011 8:49 pm

entrevista mt bem feitinha sim sr claudio congrats m8 cool Decrepidemic aqui na ilhota é que era do crl
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Entrevista a Decrepidemic   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Entrevista a Decrepidemic
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Entrevista: Michael dá entrevista as vésperas de sue aniversário de 50 anos
» [YT] Entrevista,Michael Comenta sobre o album Bad (Legendado)
» Forumeiros Entrevista: Fórum Contrabaixo BR
» Entrevista legendada com a Esperanza
» shinee entrevista

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Entrevistas-
Ir para: